Desabafando…

Há muito que pretendia escrever para o blog, falar verdade este ano nem tinha chegado perto ainda! Começei o ano cheio de energia, com boas prestectivas, cheio ideas. Tinha prometido a mim mesma realizar todos os projectos escritos no meu diário, todos sem exceção! Enfim já estamos práticamente na metade do ano e ainda nada!

Tenho estado á espera do mometo certo, so para perceber de que não existe momento certo, apenas o agora! Para o blog queria postar com mais frequência. Sempre que encontrava ou pensava num tema ou algo interessante para partilhar com vocês, acabava por adiar e adiar e depois ficava sem escrever!

Nesses primeiros meses tive alguns probleminhas que me deixaram muito em baixo e não tinha vontade nem gosto em fazer nada do que tinha planeado para este ano. Faltava criatividade, faltava diposição tudo o que eu pegava ficava incompleto porque simplismente não estava bem. E jogava tudo para o lado. Dias negros esses.

Começei por ler um livro “100 Formas de Motivar a si Mesmo” de Steve Chandler. Nunca fui de ler livros de auto-ajuda e nem sei o porquê de ter pegado neste livro. O livro é cheio de passos\comportamento que podemos ter para nos sentirmos mais motivados com tudo, seja no trabalho, na familia, enfim… Não cheguei a ler o livro até o fim, como já tinha dito, não sou fã de livros de auto-ajuda, mas o pouco que li me ajudou a levantar o cú e começar a trabalhar! Não estou falando do trabalhar, emprego! Falo de tudo! Fazer as coisas que gosto, do meu trabalho que amo, dos passeios e da motivação para eu crescer! Crescer como pessoa, como profissional!

Coisas simples como pintar as unhas, há séculos que não pintava as unhas!!! Sair para eventos, conhecer pessoas, conhecer profissionais de diferentes áreas, investir nesse tal networking. Em apenas uma semana saindo de casa, indo para lugares e eventos, fiz mais contactos do que todos aqueles dias sentada na internet!

Agora estou ” on fire”, pretendo publicar com mais frequência aqui no blog, começar (finalmente) com o meu canal no youtube, promover mais workshop e palestras sobre Moda Sustentável, dar um upgrade nas minhas participações no programa Show da Manhã e trabalhar cada vez mais com Customizações.

Espero que não desistam de mim e que nos possamos encontrar aqui mais vezes. Deixem comentários sobre o que acham das minhas publicações aqui, críticas, sugestões, enfim. Falem comigo, estarei muito contente de conversar com vocês.

Té breve.

Advertisements

Closet Detox – Como me livrei de pesos mortos no armário.

Sabes aqueles dias que acordamos com aquele “filingue”? Pois! Eu acordei com um briu de fazer um “closet detox”. Mas qe é esso?

Sabe aquelas roupas que hibernam há séculos no nosso guarda roupa? Exatamente! Vamos desintoxicar o nosso guarda roupa de forma a ficarmos apenas com as peças que realmente usamos!

Chega a nos ser mais fácil comprar roupas novas do que usar todas as nossas roupas ou desapegar daquelas peças que temos há anos. A compra chega a ser sentimental, compramos porque estamos tristes, compramos quando estamos contentes, enfim o consumismo tornou-se parte do nosso dia a dia e um componente sentimental até. Ás vezes torna nos difícil resistir a comprar alguma coisas que vimos na vitrine e ter essa peça nas nossas mãos chega a ser tão reconfortante e satisfatório…. Sim, sou muito sentimental no que toca as coisa,

empre quis ter um guarda roupa “all black”, mas não conseguia desembaraçar de peças que embora não usava, ainda gostava muito e por alguma razão não conseguia me desfazer deles.

Comecei por fazer um Limpeza no Guarda Roupa.

Tirei tudo! Roupas que estavam no guarda roupa, em malas, bolsas, caixote (sim! ainda tinha roupas em caixotes, quase um ano após minha mudança para a cidade da Praia). Juntei tudo em cima da cama e comecei a analizar um por um e fazendo pequenos montes no chão. Reuni as peças em pequenos montes:

  1. Roupas que uso.
  2. Roupas que não uso.
  3. Roupas que não me servem – tive de aceitar! Não vou perder aqueles quilinhos a mais, não estou fazendo dieta, nem indo ao ginásio! Como vou perder quilinhos!? Essa peça não me serve e ponto final.
  4. Roupas que precisam de concerto – dizem que santo de casa não faz milagres, tenho um monte de roupas que precisam de concerto ou de serem customizadas, enfim se no final do ano(?) não as tiver customizadas, vou jogar fora.
  5. Roupas estragadas e que não tem concerto.

As roupas estragadas joguei fora!!! Sem pensar duas vezes, não existe descupa para as manter. As que precisam de concerto, deixei em separado para concertar! Não deixei-me levar pela emoção e joguei fora todas as peças “estragada”, costumo enganar a mim mesma de que vou recuperar ou trasformar algumas peças, mas no fundo essas peças ficam guardadas e em mexo nelas! So deixei para concerto as peças que realmente uso, servem e podem ser recuperadas.

As roupas que não me servem ou não uso, doei! Algumas eu gostava bastante, tinha usado poucas vezes e outras nunca foram usadas. Abri mão de todas.

Praticar o desapego

Quem nunca? Realmente mantinha no meu guarda roupa peças apenas pelo apego! Tinha esse blaiser muito lindo! Muuuuito lindo, com pedrarias em toda a parte! Simplesmente adorável. Mas era rosa, eu não gosto de rosa, eu não uso rosa! Porque que eu estou guardando uma peça que não vou usar? É lindo sim, mas não vou usar! E ponto final! Doei.

Ás vezes prendemos ás coisas, por causa das lembranças que nos trazem, do custo que tivemos para as adquirir. Pode ser aquela peça que namoramos durante meses na vitrine daquela loja. Juntamos as nossas economias para poder compra-la. Mas já se passaram tres anos e a peça já não nos serve? Rasgou-se, tem manchas ou simplismente porque mudamos o nosso estilo? Ou foi um presente? É dificil desapegar de presente, lembra nos de quem nos deu, da época até do corte de cabelo que usamos no dia que recebemos a peça e essas peças acabam por ser pesos mortos no nosso guarda roupa.

Desapegar não é facil! É preciso tempo e coragem, algo que aprendi com o meu marido, comecei com pequenas coisas e acabei criando um hábito e hoje facilmente desfaço-me de coisas velhas ou sem uso.

Definição de estilo

Depois de toda essa arrumação, fiquei apenas com as peças que realmente uso. Como queria ter um guarda roupa todo preto e a maioria das minhas roupas já eram pretas, abri mão das que eram de cores ou tinham padrões coloridos. Fiquei com apenas tres peças da cor branca porque ainda não estava preparada para desapegar. O que eu queria desde a adolescência era ter um guarda roupa todo preto, começei já em adquirir peças pretas e finalmente consegui um guarda roupa so com peças básicas, pretas e que realmente uso.

Saber o que eu realmente queria ajudou me em toda essa arrumação, não pense em desfazer-se de peças sem ter certesa do que quer, para não se arrepender. O meu guarda roupa agora está mais leve, esta me mais fácil organizar,

Descoloração sem química!

​Olá meninas, estou aqui hoje para falar de algo muito interessante, a descoloração. Muitas são as garotas que apreciam um cabelo colorido, mas ainda temos muito medo da descoloração pricipalmente na hora de tirar a tinta colorida( ou não). 

É super normal “cansar” da cor do seu cabelo, até eu consegui cansar do meu azul! O problema é que como qualquer tinta de cabelo, para tirar precisamos fazer descolorações. O que pode deixar os cabelos bastante ressecados, frágeis ou pior o corte químico.
O corte químico é quando exageramos nas químicas sejam elas desfrizantes, descolorantes ou tinturas e o nosso cabelo acaba por quebrar e cair num determinado comprimento. 
Para evitar estragar o meu cabelo decidi experimentar formas de tirar a tinta do cabelo sem o uso do descolorante. Esses processos deixam os cabelos ressecados sim, não existe milagres, mas os estragos são menores do que se eu tivesse usado descolorantes em todo o processo. A realidade é que o cabelo vai pedir pelo menos uma descoloração para tonalizar (ficar tudo no mesmo tom/cor). Mas usado esses processos diminiu e muito o número de descolorações.  

ÁGUA QUENTE

Lavar os cabelos com água quente pode ser prejudicial para os cabelos, mas ajuda quando queremos remover a tinta. Enquanto a água fria ajuda a manter os pigmentos, a quente ajuda a tirar.
SHAMPOO ANTI-RESIDUOS

O shampoo anti-residuos ajuda a fazer uma limpesa profunda nos cabelos, inclusive tinturas.  Podes fazer um, usando um shampoo normal e acrescentando um bocado de Bicarbonato de sódio. E usar nomalmente nas lavagens do cabelo.
SHAMPOO E FERMENTO QUÍMICO

Sim, aquele pacotinho que a nossa mãe usa para pôr nos bolos. Adicione uma colher de sopa de fermento na quantidade de shampoo necessária para o seu cabelo. Misture e coloque no cabelo molhado a espuma que vai aparecer na mistura. Deixe atuar por 40 minutos e retire com água fria. 
Esses processos ressecam muito o cabelo, não é aconselhavel fazer duas ou mais vezes por dia e dê um intervalo de alguns dias entre cada processos. A tinta não vai sair de uma só vez! Por ser menos agressivos são também menos eficazes, a pintura vai sair aos poucos diminuindo a cada lavagem. E essas técnicas não vão resultar se o cabelo for tingido de preto. O preto não sai, o preto é o mais teimoso que há!!! Apenas descolorações fortes tiram o preto do cabelo.
O meu cabelo estava azul e fiquei lavando com água quente e usei a mistura de shampoo e fermento químico,  cor foi saindo até chegar num esverdeado  indo para o cinza. Usei essa técnica cerca de cinco vezes. E quando cheguei num tom bem clarinho tonalizei com um descolorante cor cristal ( quase branco) ficando com o cabelo completamente cinza. E depois pintei o cabelo com o rosa e tonalizei a raiz com um roxo dando o efeito degradé de um roxo caindo para o roza.

A primeira foto é de como o meu cabelo estava antes, azul. Mas eu estava mesmo aflita e com vontade de mudar de cor.A segunda foto é de como meu cabelo ficou depois de ter lavado ( cerca de 5 vezes) com água quente, shampoo e fermento químico. Recordo que foi um processo que demorou cerca de duas semanas, pois resseca o cabelo. A última foto é do meu cabelo quando pintei com o rosa. 

Espero que tenham achado esta dica interessante, qualquer dúvida não deixem de comentar ou me enviar uma mensagem. 

Beijinhos, até a próxima.

Ano novo, vida nova…

Começamos o ano com grandes expectativas, com a ideia de mudar, melhorar e fazer tudo o que planeamos no ano anterior a não foi feito. Mas quantas vezes fizemos essas mesmas promessas.

😚Quantas de nós já brindamos o ano novo com as mesmas promessas e passamos  o ano inteiro apenas pensando no que “vamos” fazer. E quando chega o final de ano, em meados de novembro colocamos todos os projetos nas costas do ano que vai começar?!

E tenho sido destas, sou apaixonada por agendas, listas e planos… mas de que serve tudo isso se no final acabo por guardar tudo na gaveta. Procrastinando o ano inteiro e relembrar tudo nas vésperas do fim de ano e re-escrever tudo na proxima agenda.

Procrastinar tem muito a ver com o medo e o medo afeta a criatividade. Por isso o meu mantra para esse ano é SER OUSADA. Não vai ser no tamanho da minha saia, mas nos projectos, nas ideias por mais loucas que forem. Não ter medo de arriscar porque tudo vai dar certo.

E voces??? O que vos impede de prosperar, de ter sucesso e de realizar vossos sonhos?

Existem sete coisas que eu considero crucial na ora de levantar o rabo e ir atráz dos nossos sonhos.

1-Priguiça. Não existe forma facil de alcançar seus objectivos. Não existe atalho. Todas temos que suar e muito para alcança-los.

2-Medo. O simples medo de errar, do que seus amigos, pais vão dizer… medo de tudo… e vocé pode escolher ficar com medo ou correr atráz dos teus sonhos.

3-Negatividade. Acredite, pensar negativo atrai coisas negativas e pessoas tóxicas, pessoas negativas tendem a sugar a sua energia. E de alguma forma não te deixam ir atráz dos seus objectivos. Livre se dessas pessoas, rodeie se de quem te quer bem e que também queiram seu sucesso.

4-Pensar demais. O quão paralizado ficamos enquanto estamos apenas organizando, programando, matutando e nao trabalhando. Hum?

5-Não ter objectivos. Alice ja dizia, se não sabemos onde queremos ir, qualquer caminho serve. E nós precisamos saber o que queremos para saber que caminho seguir.

6-Pensar pequeno. Porque pensar em dias e semanas se podemos pensar em meses ou ano? Grandes sonhos, grandes passos, grandes recompensas…

7-Não acreditar no seu potencial é a pior coisa que se pode faser. Se não acreditarmos em nos ninguem vai. Ninguem vai chegar em nossa casa, bater á nossa porta e realizar nossos sonhos. E se te levares a sério, todos vão te levar a sério.

Foco e fé, são as palavras de ordem, que este ano não seje mais um de planos, mas um ano de sucesso para todas nós.

😚

DIY – Glam Lace Choker

Já faz um tempinho que as chokers estão de volta. A tendência que estava na moda nos anos 90 voltou e esta a adaptar-se ás tendências actuais. Inicialmente era apenas aquele fio de plástico enrolado e tínhamos colares, pulseiras e anéis de todas as cores e tamanhos. 

il_340x270-869111506_by20

Hoje juntou-se as tendências góticas e a ousadia das fashionistas  e deu origem a uma nova vibe. Os chokers estão em diversas cores, formas e modelos.

Temos os mais simples o colar apertado no pescoço, com e sem pingente. Temos aqueles que chegam agora com uma fitinha de couro. Temos os simples, os mais apetrechados, enfim para todos os gostos.


E o mais interessante é que para reviver essa tendência, não é preciso gastar rios de dinheiro e só precisamos de uma tarde, pois é bem fácil.
Experimentei fazer um modelo bem simples, usando apenas um pequeno broche e fita de cetim.

Para aprender a fazer um choker bem divertido veja o vídeo a seguir.

Customizar porque?

A customização, vem da palavra “custom made”, que significa “sob medida”. Fazer uma peça, adicionando estilo e personalidade própria a cada uma.

Então customizar é personalizar, pode ser o seu caro, as suas roupas, os seus sapatos e quaisquer outros acessórios. A customização esta em alta e a criatividade é a alma do negocio.

As pessoas costumam me perguntar o que é customizar. As resposta que sempre dou é que customizar é enfeitar.

Assim, vamos customizar, enfeitar o nosso guarda roupa, inovando a cada dia de forma a ter peças únicas e exclusivas só para nós. Aquelas peças must have da estação, estarei aqui mostrando como podemos adaptar e fazer o nosso.

Não podemos esquecer do mundo que nos rodeia, cada peça customizada é menos uma no lixo.Sabiam que uma peça de roupa demora de 20 meses a 6 anos para se decompor? e a quantidade de roupa que descartamos mensalmente? Anualmente? Cada um de nos!!! E se podermos diminuir um pouco essa quantidade já estamos fazendo muito pela natureza.

Juntos nessa caminhada, vou contando um bocadinho do que sei, mostrando como podemos recuperar nossas roupas, um dose de reciclagem, e uma conversa bem boa.

Espero não ser aquela colega chata que quer reciclar tudo, mas prometo trazer projectos super interessantes que vamos todas querer fazer em casa e de bónus poderemos ter reciclado uma ou outra coisa.